‘Adicta’ é o novo single da Continue.

Clipe será lançado no dia 2, mas o som já está nas plataformas. O punk rock junta-se ao cenário das letras ácidas da pós-modernidade. Ideia, segundo a compositora, é dar voz ao universo queer.

Banda Continue | Foto: Divulgação.

A Banda Continue lançou, no último dia 19, a música ‘Adicta’. O clipe sairá no dia 02 de Setembro no Youtube, e tem financiamento da lei Aldir Blanc, através da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Natália Zanellato é a mente criativa por trás de boa parte do projeto: além de compositora, dirigiu, escreveu e produziu o clipe, que centra no universo queer:

“‘Adicta’ traz um olhar sobre questões como o alcoolismo, depressão e a necessidade de acolhimento. As interrupções na sequência temporal ao longo do clipe suscitam diferentes discussões para estimular o senso crítico no público, buscando analisar como a Gay Art, Queer Arte outras expressões contemporâneas podem agregar no nosso universo audiovisual atual”

Natália Zanellato, vocalista da Continue.

O baixista e backing vocal   dá um pequeno spoiler do video:

 “Observando a postura da personagem central em imaginar-se livre, sem suas dores, vendo no palco as Drag Queens se apresentando de forma livre e feliz, a protagonista cria uma ideia dela mesma no palco se divertindo”

Deda Fuzi

A gravação foi no Studio 1100, em Diadema, que transformou o que foi concebido originalmente como Soul, na voz e violão de Natália, para um punk rock comercial.

O comecinho da letra parece fazer referência a um meme:  “a luz de dentro apagou, mas eu ainda funciono”. Porém, não foi assim que ocorreu, conta a musicista: foi só após o término da obra que o guitarrista Anderson Ferreira lhe mostrou a coincidência. Ainda sem título, recebeu o apeloido de Candy Machine (máquina de doces)

Fonte: medium.com

A guitarra, aliás, é clássica tanto em distorções quanto nos acordes soltos típicos do punk, com traços pontuais de melodias complementares à voz. Para completar o perfil, temos a bateria de Diogo Marino, que através do abuso do bumbo, da batida na caixa com as duas baquetas e das viradas virtuosas –  dividindo o tempo em 4 – atravessa a leitura hard rock em dois andamentos: o principal, em 162 batidas por minuto, e outro mais lento e pesado, com cerca de 80 BPM. O refrão com duas vozes acompanhando a ‘quebra’ na lógica harmônica fecham o pacote ‘bizarre’ do estilo.

Bandeira Queer

O termo queer abarca uma série de orientações sexuais e identidades de gênero fora do padrão cis-hétero. O termo surgiu como ofensa, algo como ‘estranho’. Ressignificando o termo, membros da comunidade passaram como significante da quebra dos padrões tradicionais de gênero e orientação sexual. Ainda há disenso sobre o uso da palavra, por sua história. Há ainda o termo genderqueer, que diz respeito a identidades de gênero não baseadas na binariedade feminino/masculino.

Continue surgiu em 2017 no ABC paulista, reunindo músicos com mais de 10 anos de estrada.

Um comentário sobre “‘Adicta’ é o novo single da Continue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s